Perigos da obesidade

Os perigos da obesidade: os 14 problemas de saúde mais comuns

Todos sabemos que ter excesso de peso é prejudicial para a nossa saúde, mas que tipo de problemas de saúde podemos ter só por simplesmente termos excesso de peso? Será que se fosse mais magro poderia ser mais saudável? Emagrecer e conseguir atingir o seu peso ideal pode realmente evitar alguns problemas de saúde.

A obesidade pode mesmo levar a sérios problemas de saúde. Alguns dos problemas de saúde mais comuns associados à obesidade podem ser:

  1. Doença cardíaca: O excesso de peso aumenta o risco de doença cardíaca, pois pode levar ao aumento da pressão arterial e também um aumento do colesterol no sangue.
  2. Diabetes tipo 2: Infelizmente a obesidade é um fator de risco importante para o desenvolvimento do diabetes tipo 2, uma doença em que o corpo não consegue controlar os níveis de açúcar no sangue de maneira adequada.
  3. Apneia do sono: O excesso de peso pode levar ao aumento da gordura na área do pescoço, o que pode obstruir as vias aéreas durante o sono, levando a problemas respiratórios durante a noite.
  4. Dor nas articulações: Devido ao excesso de peso pode ter dor nas articulações, especialmente nas pernas e quadris.
  5. Doenças hepáticas: A obesidade pode levar ao acúmulo de gordura no fígado, o que pode provocar doenças hepáticas como a esteatose hepática (gordura no fígado ou fígado gordo) e a cirrose hepática (cicatrizes no fígado).
  6. Problemas de fertilidade: A obesidade pode afetar a fertilidade em homens e mulheres, o que pode dificultar a conceção.
  7. Cancro: Alguns estudos sugerem que a obesidade pode aumentar o risco de vários tipos de cancro, incluindo cancro de mama, cancro colorretal, cancro de próstata e cancro de endométrio.
  8. Síndrome metabólica: A obesidade pode levar à síndrome metabólica, esta é um conjunto de fatores de risco para doenças cardíacas e diabetes, incluindo pressão arterial elevada, níveis elevados de triglicérides, níveis baixos de colesterol HDL (mais conhecido por colesterol bom) e resistência à insulina.
  9. Derrames: A obesidade pode aumentar o risco de derrames cerebrais devido ao aumento da pressão arterial e do colesterol no sangue.
  10. Dificuldade para respirar: O excesso de peso pode levar ao aumento da pressão sobre os pulmões, o que pode dificultar a respiração e levar a problemas como a asma e a bronquite.
  11. Problemas de pele: A obesidade pode levar ao aparecimento de dobras de pele, o que pode ser doloroso e propenso a infeções.
  12. Depressão: A obesidade pode estar associada a um maior risco de depressão.
  13. Doença renal: A obesidade pode aumentar o risco de doença renal, esta é uma condição em que os rins não funcionam corretamente.
  14. Problemas durante a gravidez: A obesidade pode levar a complicações durante a gravidez, como parto prematuro, diabetes gestacional e hipertensão.
Adulto obeso.

É importante lembrar-mo-nos sempre que a obesidade é um problema de saúde bastante sério que pode levar a estes e outros problemas de saúde.

Para prevenir esses problemas de saúde, é importante manter um peso saudável através de uma dieta equilibrada e exercício regular. Se você está preocupado com a obesidade, seja ela de um adulto, ou mesmo infantil, ou outros problemas de saúde relacionados, é importante consultar um médico, personal trainer ou nutricionista para obter orientação e tratamento adequados.

Começe devagar, com pequenos passos se vai ao longe. Comece por fazer uma caminhada e vá aumentando a intensidade e duração. Pode se inscrever no ginásio ou instale no seu telemóvel uma aplicação de alimentação saudável e/ou exercício físico para fazer em casa.

Tenha paciência e respeite os seus limites. Não se esforce demais para emagrecer rápido, pode acabar por forçar demais e provocar uma lesão e não faça nenhuma dieta muito restritiva, pois quando voltar à sua alimentação normal pode recuperar todos os quilos que perdeu.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas a título informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Também poderá gostar: