Pode fazer exercício físico enquanto está doente?

Pode fazer exercício físico enquanto está doente?

Nem todos os dias acordamos a 100% para ir para o ginásio ou para fazer um treino, principalmente quando está doente. Existem aqueles dias em que nem dá vontade de sair da cama. Uma dor de cabeça incomodativa, uma dor de garganta ou uma constipação, mas tem o seu exercício físico marcado para esse dia e não quer faltar ou adiar. Mas será que o deve fazer? Ou será que não há problema algum em fazer exercício físico mesmo estando doente?

Quando deve adiar o seu exercício Físico?

Ouça o seu corpo. Se pensa que está tão doente que nem consegue sair da cama, então essa é uma grande dica que o seu corpo lhe dá para não ir treinar. É muito importante estar atento aos sinais que o seu corpo lhe quer transmitir. Não faça nada que o possa esgotar.

Tem febre? Se tem uma temperatura superior a 37.5, não deve fazer exercício físico. Muito menos se estiver acompanhada de vómitos e/ou diarreia. Fazer exercício físico vai aumentar a nossa temperatura corporal. Ora, se já está com temperatura elevada, ao ter um aumento adicional devido ao exercício físico, fará com que se sinta pior.

Mas se não está assim tão mal, pode ser que ainda haja alguma hipótese de conseguir ir, desde que siga todas as regras de higiene que protegem a sua saúde e a saúde dos outros.

Se tem apenas o nariz a pingar, está com espirros ou com dor de cabeça, pode ir treinar e se julgar que não consegue fazer o exercício todo, pode sempre fazer um exercício físico mais leve, reduzindo a intensidade ou o peso, por exemplo. Fazer exercício físico, se já é o seu habitual, mesmo que mais suave que o normal (para se poder sentir confortável), estimulará o seu sistema imunitário e fará com que se sinta melhor.

Faça uma pausa sempre que achar necessário. Se tiver dificuldade em respirar ou se sentir fadiga severa ou dores no corpo, é melhor descansar. O seu corpo está ocupado a combater a doença, não precisa de um stress adicional causado por um exercício penoso. Não tente fazer um treino de alta intensidade, pois não ajudará mesmo nada.

Se tem dores localizadas a baixo da garganta, náuseas, vómitos e/ou diarreia, o melhor é não realizar mesmo o treino. Dê ao seu corpo o tempo que ele precisa para recuperar. Não o force. Se o fizer pode sentir-se pior ou até mesmo acabar por provocar uma lesão, e não será por uns dias a faltar ao treino que ganhará uma barriga indesejada.

O que acontece ao seu corpo

Quando treina adoentado, o seu corpo transpira. Esse suor que produz com o treino contém peptídeos antimicrobianos que são eficazes contra vírus, bactérias e fungos, uma vez que têm a capacidade de penetrar nas membranas bacterianas e de as dissolver.

Ao fazer exercício físico, também aumenta o nível de endorfinas que são naturalmente libertas durante a atividade física. Estas hormonas melhoram a sua disposição mental.

Teve mesmo que ficar em casa? Regresse devagar

Após ficar em casa durante alguns dias, não espere estar ao mesmo nível que estava quando parou. Regresse com calma, comece com apenas metade da intensidade que tinha. Passados 2 dias, aumente a intensidade para 75% e depois, sim, siga o seu treino como habitualmente.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas a título informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Também poderá gostar: