Dieta sirt

Dieta sirt: como se faz esta dieta

Se conhece a cantora Adele, sabe que ela emagreceu bastante, mas talvez não saiba qual a dieta que ela fez para ter uns resultados assim. Já ouviu falar na dieta sirt? Foi esta dieta que ajudou a cantora Adele a perder os quilos em excesso. Mas o que tem esta dieta de especial para ajudar a emagrecer assim?

O que promete a dieta sirt?

Esta dieta promete ajudar a perder 3 quilos numa semana e ainda trazer vários benefícios para a saúde de quem a seguir como controlar os níveis de açúcar no sangue, diminuir o risco de doenças crónicas entre outros, ajudando assim a melhorar a saúde em geral.

A origem da dieta sirt

A dieta sirt foi criada por Aidan Goggins e Glen Matten, dois especialistas em nutrição que nos propõe uma dieta com alimentos ricos em polifenóis que interagem com as proteínas chamadas sirtuínas no corpo que parecem impulsionar o metabolismo e promover a longevidade.

Assim, a dieta sirt restringe as calorias para uma rápida perda de peso, mas aconselha a comer alimentos saudáveis. Afirma ainda conseguir imitar os efeitos do jejum e do exercício ao ajudar o corpo a queimar mais energia ativando a sirtuína.

Quais são estes alimentos?

Dieta sirt: como se faz esta dieta

Os alimentos cujos compostos ativam a produção destas sirtuínas são:

  • as maçãs, os citrinos, as groselhas negras, os frutos vermelhos, as alcaparras, a rúcula, a couve, o aipo, a curcuma, a salsa, a cebola roxa, a avelã, as castanhas, as nozes, a chicória roxa, o azeite extra virgem, o repolho roxo, o chá verde, o chocolate preto com 85% de cacau, o café, o vinho tinto e proteínas como a carne e o peixe.

O que tem de especial estas sirtuínas?

As sirtuínas tem um papel importante na perda de peso, pois quando estas são ativadas por estes alimentos, elas ajudam o corpo a utilizar a gordura como uma fonte de energia em vez da glicose.

Estas também influenciam a função metabólica, ajudando a manter o corpo em níveis normais de gordura corporal.

As sirtuínas ao estarem ativas, asseguram a produção de hormonas do sono e do despertar quando o seu corpo precisa delas.

As sirtuínas tornam as células mais sensíveis à insulina para controlar a glicemia. A resistência à Insulina é um precursor da diabetes tipo 2.

Melhora a memória a curto prazo e protege contra problemas cognitivos.

Como funciona a dieta sirt

Dieta sirt: como se faz esta dieta

Durante os três primeiros dias, pode comer 1000 calorias por dia. Pode consumir três smoothies com os alimentos permitidos na dieta sirt como a aipo, a couve e a salsa, por exemplo, e uma refeição rica também nestes alimentos como salmão com repolho roxo, por exemplo. O ideal é tomar esta refeição antes das 19 horas.

Os próximos quatro dias passa a consumir dois smoothies e as refeições passam a ser duas. O seu total de calorias sobe para 1500.

Depois, nas próximas duas semanas pode consumir um smoothie e três refeições por dia.

Se no final desta dieta não conseguir obter os resultados que queria pode voltar a repetir a dieta até conseguir atingir o seu objetivo, embora seja aconselhado esperar pelo menos um mês antes de o fazer.

As vantagens da dieta sirt

  • Esta dieta é rica em nutrientes e antioxidantes.
  • Os alimentos ricos em sirtuína podem reduzir a inflamação.
  • Pode reduzir o risco de doença cardíaca e AVC e diminuir a pressão sanguínea.
  • Pode reduzir o risco de diabetes e melhorar a sensibilidade insulínica.
  • Pode aumentar a esperança de vida.

As desvantagens da dieta sirt

  • A dieta sirt é uma dieta com muitas restrições, corta grupos alimentares inteiros e isso pode revelar-se perigoso e no final da dieta se não tiver cuidado pode recuperar o peso que perdeu.
  • É verdade que inclui muitos alimentos saudáveis, mas a rápida perda de peso nos primeiros 3 dias reflete a perda de água e glicogénio, a forma de energia armazenada nos músculos e no fígado, em vez de gordura corporal.
  • A rápida perda de peso pode aumentar o risco de cálculos biliares e de amenorreia.
  • Pode ser entediante e desmotivador seguir esta dieta devido à elevada restrição alimentar.

Esta dieta têm efeitos secundários?

pessoa cansada

Sim, esta dieta à semelhança de outras dietas restritivas pode causar alguns efeitos secundários:

  • A dieta sirt tem um baixo teor calórico, o que pode fazer com que sinta fadiga, vertigens, dores de cabeça, náuseas e vómitos, obstipação, fome, problemas de concentração e alterações de humor.
  • Devido à baixa ingestão de calorias pode não conseguir fazer exercício físico.
  • Pode causar obstipação por ser uma dieta pobre em fibras.
  • Por ser uma dieta muito restritiva pode levar a deficiências nutricionais.

Qualquer pessoa pode fazer esta dieta?

Sempre que quiser alterar a sua dieta, deve falar com o seu médico ou nutricionista, principalmente se tiver algum problema de saúde. Uma mudança na sua alimentação pode trazer problemas para a sua saúde, principalmente quando são dietas restritivas como a dieta sirt.

Os atletas devem evitar esta dieta devido à baixa ingestão de calorias. Um valor tão baixo de calorias pode não ser suficiente para conseguir praticar o seu treino em segurança.


A melhor dieta para perder peso é aquela que satisfaz as nossas necessidades nutricionais e que pode e deve ser feita em conjunto com o exercício físico para obtenção de melhores resultados. Conseguir manter esses resultados a longo prazo também é importante, o que parece difícil com a dieta sirt.

Se ficou com vontade de saber mais sobre esta dieta pode consultar o livro dos seus criadores: “A Dieta Sirt”.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas a título informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Também poderá gostar: