Dieta sem glúten

A dieta sem glúten é apenas para celíacos?

A dieta sem glúten não é só seguida pelas pessoas celíacas, ou seja, pelas pessoas que são intolerantes ao glúten, mas também por pessoas que querem perder peso e o inchaço indesejado causado pelo glúten, tendo fãs até em Hollywood como no caso da Zoe Saldana e da Blake Lively. Mas será que a dieta sem glúten pode ser seguida pela população em geral? Existe algum risco em não comer glúten?

O que é o glúten?

Várias qualidades de pão.

O glúten é uma proteína que encontramos em grãos como, por exemplo, a cevada, a aveia, o trigo, o centeio. Estes podem nos causar vários problemas digestivos, pois o glúten é decomposto no intestino delgado por uma peptidase (enzimas intervenientes nos processos digestivos) que, quando tem atividade reduzida ou está ausente do organismo, o deixa por digerir. Assim o glúten é depositado nas paredes intestinais, danificando as vilosidades intestinais e impedindo a absorção de nutrientes tais como açúcares, aminoácidos, vitaminas, minerais e especialmente lipídios.

O glúten cria uma grelha tridimensional nas moléculas alimentares, um fenómeno conhecido como visco-elasticidade, ou seja, a capacidade de alguns materiais se esticarem e mudarem de forma mais facilmente.

O que é a doença celíaca?

A doença celíaca afeta 1 a 3% da população em geral, com uma tendência crescente. É uma doença sistémica autoimune comum causada pelo consumo de glúten por pessoas com predisposição genética portadoras dos genes HLA-DQ2 e HLA-DQ8. Ao consumirem glúten, o corpo do celíaco reage provocando a produção de autoanticorpos e inflamação crónica do revestimento do intestino delgado, levando à atrofia do lúmen e síndrome de má absorção.

A dieta sem glúten pode ser seguida pela população em geral?

Os produtos sem glúten começaram a ser escolhidos por muitos consumidores por acharem que estes são mais saudáveis e que os ajudam a emagrecer. O glúten começou a ser associado assim ao aumento de peso, ansiedade e depressão, e evitar o glúten está associado a um risco reduzido de doenças autoimunes.

Mas, na realidade, os produtos sem glúten tem mais sódio e gordura saturada, tornando-os menos saudáveis do que os alimentos que contêm glúten. Temos como exemplo, o pão sem glúten que tem mais calorias, menos proteínas e mais gordura total e saturada do que o pão com glúten.

Portanto, evitar o glúten nem sempre pode ser o mais saudável se não for celíaco. Prefira uma dieta mais equilibrada e faça exercício físico regular em vez de se preocupar em evitar o glúten.

Já para os celíacos, a dieta sem glúten permite que o intestino cure a inflamação, melhorando assim sintomas tais como dor abdominal, inchaço, diarreia e perda de peso.

Quais são os riscos de não comer glúten se não for celíaco?

Homem a segurar a sua gordura localizada.

Um estudo publicado no British Medical Journal concluiu que as pessoas que não têm doença celíaca não devem ser encorajadas a evitar o glúten, pois estas pessoas ao evitar comer glúten tem um aumento no risco de doença cardíaca.

Ao evitar comer alimentos com glúten também pode engordar. Ao comer mais alimentos de origem animal ou produtos industriais sem glúten que são ricos em gordura e sal e não são enriquecidos com vitaminas e minerais pode aumentar o seu peso. Se quiser seguir esta dieta e não for celíaco o melhor é consultar um nutricionista, para este melhor o orientar na sua dieta.

A Dieta sem Glúten favorece a perda de peso?

A dieta sem glúten pode de facto ajudar na perda de peso, mas não é por estar a evitar o glúten que perde peso. É, sim, por não estar a consumir hidratos de carbono refinados, tais como as massas e biscoitos, por exemplo. Ao substituir estes alimentos por vegetais e alimentos saudáveis, tais como a quinoa e o arroz selvagem, aumenta a energia e o consumo de calorias do organismo.

Mas se não tiver atenção aos rótulos dos produtos industriais sem glúten ou se não os souber interpretar pode estar a ingerir alimentos que mesmo sendo isentos de glúten possam ser ricos em gordura, acabando assim por ganhar peso em vez de o perder.


Refeição sem glúten: frango com alface.
Refeição sem glúten

Se não sofre de doença celíaca, então não há razão para evitar os produtos à base de glúten. Esta dieta só deve ser seguida por que é intolerante ao glúten, uma vez que pode perder vitaminas e minerais importantes contidos nos produtos de glúten. Em vez de evitar os alimentos com glúten, tente evitar os alimentos processados e consumir mais frutas, vegetais e grãos inteiros.

Tenha cuidado com os alimentos sem glúten que existem no mercado. Analise bem os rótulos dos mesmos. Alguns desses produtos substituem o glúten por gordura ou açúcar para um sabor extra. Se comer muitas vezes esses produtos, pode acabar por engordar.

Quem realmente é celíaco e tem mesmo que seguir esta dieta não se pode esquecer que existem produtos de cuidado pessoal que podem conter glúten, tais como as pastas de dentes, os elixires bucais, alguns medicamentos, suplementos alimentares, e mesmo os cosméticos. Ao utilizar estes produtos, deve verificar sempre com cuidado a sua composição.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas a título informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Também poderá gostar: