Agachamentos

Agachamentos: qual a sua importância

Os agachamentos são um dos melhores exercícios que pode fazer, seja homem ou mulher, pois eles são fundamentais para tonificar as pernas e as nádegas, algo que todos os que vão ao ginásio pretendem. Por isso mesmo, os instrutores de fitness costumam recomendar constantemente os agachamentos. Mas eles são assim tão importantes? Que músculos trabalham ao certo? Quais os seus benefícios?

O que são os agachamentos?


Os agachamentos são um dos melhores exercícios para fortalecer a parte inferior do corpo. Fazendo agachamentos, trabalha as pernas e os glúteos, mas também os abdominais e o núcleo. São exercícios que pode fazer em qualquer altura e em qualquer lugar e o melhor é que não precisa de nenhum equipamento.

Inconscientemente já os fazemos muitas vezes, sempre que nos baixamos para apanhar ou fazer algo, por exemplo. Mas o problema é que muitas vezes não o fazemos da maneira correta, podendo mesmo originar uma lesão.

Erros que cometemos ao fazer agachamentos

  1. Levantar-se rapidamente e/ou abruptamente. É natural querer terminar o exercício o mais rapidamente possível, já que ninguém gosta da sensação de ter os músculos a doer. Assim, um dos erros mais comuns no agachamento é levantar-se depois do agachamento para se colocar rapidamente de pé. Isto infelizmente não só o coloca em risco de lesão, como também reduz a eficácia do exercício para metade.
  2. Não descer o suficiente. Precisa de se baixar o mais que puder para aproveitar ao máximo o seu esforço. Ao reduzir o movimento, priva-se dos benefícios que advêm de forçar um pouco mais os seus músculos.
  3. Postura incorreta. Tem que ter sempre o peito para fora e as costas direitas. Até pode começar direito, mas à medida que vai fazendo o exercício, acaba por se distrair e quando dá por ela, está com a postura errada e acaba por pôr em risco as suas costas em vez de fortalecer os seus músculos da forma correta e segura. Muitas vezes também acontece porque tenta baixar-se mais do que pode aguentar ou porque está sobrecarregado com excesso de peso. Consulte o seu instrutor para que este lhe possa corrigir o movimento e/ou o orientar.

Como fazer os agachamentos corretamente

Fique de pé com as pernas afastadas à largura dos ombros e meta as suas mãos nas ancas. As suas pernas devem estar apontadas para a frente. Mantenha o tronco direito e sente-se como se estivesse sentado numa cadeira. Pare quando estiver paralelo ao chão. Mantenha os braços esticados para a frente à altura do peito. Após uns segundos levante-se.
Descanse durante dois segundos e depois repita. Faça 3 séries de 15 agachamentos cada.

Quais músculos trabalha?

Mulher a fazer agachamento pistola.

Com os agachamentos, consegue trabalhar os quadríceps, os adutores, os raptores, os glúteos, os abdominais, os bíceps e os tibiais.

Se usar pesos durante os agachamentos também consegue trabalhar os músculos das mãos, dos ombros, os abdominais externos e internos, os triceps e os biceps.

De certeza que não imaginava que uns simples agachamentos trabalhava tantos músculos.

Quais os benefícios dos agachamentos?

Os agachamentos podem fortalecer a sua musculatura, proporcionar maior flexibilidade e melhorar a sua postura.

Melhora a circulação do sangue.

Contribui para a queima de gordura, pois realizar movimentos compostos de alta intensidade como o agachamento também pode queimar muitas calorias.

Protege a cintura de dores.

Fortalece o seu núcleo e um tronco forte pode facilitar os movimentos quotidianos. Melhora o equilíbrio, alivia as dores nas costas e também facilitar a manutenção de uma boa postura.

Reduz o risco de lesões. Ao fortalecer os músculos da parte inferior do corpo, melhora os movimentos de corpo inteiro como a forma, o equilíbrio, a mobilidade e a postura adequada. Também fortalece os tendões, ligamentos e ossos, o que, pode ajudar a reduzir o risco de lesões.

Melhora o desempenho atlético.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas a título informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Também poderá gostar: