Dores de costas

Dores de costas: o que provoca e como evitá-las

Tem frequentemente aquelas dores de costas que o impedem de trabalhar ou que o incomoda durante todo o dia? Se a sua resposta for sim, então sabe como elas podem ser incapacitantes e irritantes. Quando as temos, a vontade é de ficar o dia inteiro a descansar deitado no sofá ou na cama, e não fazer nada o dia todo. Mas infelizmente o nosso trabalho e as tarefas do nosso dia a dia não nos permitem tirar esse dia de folga.

O que pode estar a provocar essas dores?

A causa mais habitual dessas dores de costas são os espasmos (preensão muscular) devido a um movimento brusco ou à má postura do seu corpo.

Afeta mais as pessoas sedentárias, a quem exerça trabalhos pesados ou sejam pessoas obesas, mas mesmo quem faz exercício físico regularmente também, em algum ponto da sua vida, já as experimentou.

Usar saltos altos, carregar uma caixa ou um saco de compras mais pesado, ou mesmo dormir num colchão inadequado prejudica sempre a saúde das nossas costas.

Infelizmente também há casos mais graves como as hérnias de disco ou a espondilite, por exemplo. Se pensa que a dor que sente é persistente, não dispense uma ida ao médico para descartar qualquer problema mais grave.

Portanto, movimente-se e faça exercício para fortalecer e estabilizar os músculos do tronco.

O que pode fazer para evitar essas dores?

Em primeiro lugar, tente ter uma boa postura, reduzindo assim a pressão na parte inferior das costas.

Limite o uso dos saltos altos, prefira o conforto de umas sapatilhas.

Se tiver que carregar algo pesado, faça-o de maneira correta. Não se incline para a frente dobrando a coluna.

Tente evitar sentar-se durante longos períodos, especialmente em sofás macios e profundos. Levante-se e estique as suas articulações pelo menos de duas em duas horas.

Se precisa de emagrecer, comece devagar. Corte nos doces e nos alimentos processados. Tenha cuidado com as quantidades exageradas de comida. Faça uma dieta saudável e complemente-a com exercício físico.

Evite ser sedentário e faça exercício para fortalecer as costas. Escolha exercícios que fortaleçam os músculos e melhorem a resistência. Faça exercícios de alongamento. O yoga é uma forma de exercício que inclui muitos exercícios de alongamento, que lhe podem proporcionar alívio de dores nas costas e como tal, muitos são os médicos que o recomendam.

Para reduzir o desconforto que sente quando está deitado, tente deitar-se numa posição fetal, colocando uma almofada entre as pernas e não se esqueça de adquirir um colchão de alta qualidade para um sono melhor.

Exercícios para aliviar as dores nas costas

Enquanto estiver a trabalhar ou a fazer outra atividade que o deixe mais sedentário, pode sempre parar uns minutos para fazer uns exercícios para lhe aliviar as dores de costas.

Aqui ficam 4 exercícios que pode fazer sem que lhe ocupe muito do seu precioso tempo. E se fizer exercício físico, pode sempre fazer um ou outro destes exercícios antes e depois do treino.

Exercício 1:

Deite-se no chão com o abdómen contraído e a cintura bem encostada ao chão. Dobre o joelho direito e segure-o sobre a pélvis durante 30 segundos. Repita com a outra perna.

Exercício 2:

Tal como no exercício anterior, deite-se no chão com o abdómen contraido e a cintura bem encostada ao chão, mas desta vez, leve os dois joelhos ao peito e segure por mais 30 segundos.

Exercício 3:

Deite-se com as costas no chão, aperte os calcanhares juntos e levante a pélvis para o ar. É importante que o abdómen esteja contraido. Permaneça nessa posição durante 30 segundos.

Exercício 4:

Deite-se de bruços com os braços esticados sobre a cabeça e as palmas das mãos sobre o chão.
Levante o braço direito e a perna esquerda simultaneamente a uma altura confortável.
Permaneça nessa posição durante um segundo ou dois e regresse lentamente à posição inicial.
Faça dez repetições e repita do outro lado.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas a título informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Também poderá gostar: