A dieta da cascata

A Dieta da Cascata reduz a retenção de líquidos

Certamente já lhe aconteceu acordar inchado devido à retenção de líquidos. Se este é um problema que lhe é recorrente, já deve ter tentado fazer uma dieta equilibrada aliada a exercício físico regular e mesmo assim não consegue resolver este problema. Se este é o seu caso, então vai gostar de ficar a conhecer a dieta da cascata. Esta dieta promete eliminar o sintoma, mas também as suas causas.

Quais são os sintomas de retenção de líquidos?

Se se sente inchado na zona abdominal, pés, tornozelos inchados, face e ancas, tem as articulações rígidas e costuma ter flutuações de peso, provavelmente tem retenção de líquidos, ou seja, uma acumulação de fluido no sistema circulatório ou entre os tecidos do corpo.

Quais as causas da retenção de líquidos?

Esta acumulação de líquidos no sistema circulatório ou entre tecidos do corpo, pode ocorrer devido a muitos fatores tais como desequilíbrios hormonais ou devido à toma de medicamentos. Também pode ser devido à intolerância ou alergias a certos alimentos. Além disso, nas mulheres pode inclusive ser devido à menstruação, ou mesmo durante a gravidez.

A filosofia da dieta da cascata

fita métrica

A dieta da cascata ajuda-nos a identificar alimentos que o corpo não digere corretamente, resultando numa maior libertação de histamina.

Esta dieta evita o consumo de alimentos ricos em amido, produtos lácteos, ovos, carne vermelha, alimentos transformados, chocolate e açúcar numa primeira fase e introduz de novo na alimentação os produtos faseadamente para se descobrir quais os alimentos que pode ser alérgico ou intolerante.

As três fases da dieta da cascata

Esta dieta é dividida em 3 fases:

A primeira fase dura 2 meses e deve comer apenas vegetais, frutas, arroz integral, feijão, nozes, sementes, peixe, frango e produtos de soja para eliminar potenciais alergénicos.

Não pode comer alimentos à base de trigo ou farinha como o pão ou a massa, produtos lácteos, carne vermelha, ovos, alimentos processados, café, açúcar e álcool.

Na segunda fase já pode adicionar uma categoria alimentar das que lhe foram proibidas na primeira fase. Todas as semanas acrescenta uma categoria alimentar, fazendo um total de 4 semanas.

Na primeira semana adicione o trigo e na segunda semana adicione os produtos lácteos. Na terceira semana os ovos e na quarta semana adicione a levedura.

Esteja atento ao aumento do seu peso e a todos os seus sintomas como dores de cabeça, fadiga ou se nota que faz retenção de líquidos. Se tem algum destes sintomas, então pode ter alergia ou intolerância a certos alimentos.

Na terceira fase criará os hábitos alimentares a seguir a partir de agora, de modo a evitar novamente a retenção de líquidos.

Agora 90% do que come é constituído pelos alimentos que estiveram presentes durante a primeira fase. Os restantes 10% são os alimentos introduzidos durante a segunda fase e que não lhe causaram nenhum problema de retenção de líquidos.

A dieta da cascata e a perda de peso

Pessoa numa balança

Se seguir esta dieta com exatidão na primeira fase da dieta pode perder algum peso, podendo chegar a uma perda de 6 kg numa semana. Ainda com a vantagem de o ajudar a adotar bons hábitos como comer fruta e vegetais frescos.

Mas tome cuidado, pois ao fazer uma dieta tão restritiva pode levar o seu corpo a ficar deficiente em nutrientes essenciais para a sua saúde. A restrição de grãos de cereais aumenta o risco de deficiência de zinco, por exemplo.

Se tenciona seguir esta dieta fale primeiro com o seu médico, principalmente se tiver algum problema de saúde.

Se quiser mais informações sobre esta dieta, leia o livro “A Dieta da Cascata” de Linda Lazarides. Neste livro a autora dá-lhe um plano detalhado que reduz a quantidade de líquido no corpo enquanto perde até 6 kg numa semana.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas a título informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Também poderá gostar: