Dieta Atkins

Dieta Atkins: quais as vantagens e as desvantagens

Dieta Atkins, a dieta mais falada no mundo dos famosos e que conquistou milhares de pessoas, mas também, a dieta que divide a comunidade cientifica.

Nos anos 70, o Dr. Robert C. Atkins, cardiologista, criou esta dieta, à qual deu o seu nome e ainda escreveu alguns livros sobre ela. Este médico americano desenvolveu uma maneira de se perder peso de forma fácil e eficaz.

Apesar da falta de provas científicas na altura, houve milhares de pessoas que a seguiram, compraram os seus livros e tornaram-se seguidores fanáticos da dieta. Mesmo assim, atualmente, uma grande parte da comunidade cientifica é cética em relação a tais dietas proteicas.

Que tipo de dieta é esta?

Esta, é uma dieta de baixo teor de hidratos de carbono, e de alto teor de alimentos ricos em proteínas, dai, haver quem a compare com a Dieta Dukan. Especificamente, sugere uma proporção de 27% de proteína, 68% de gordura e hidratos de carbono de apenas 5%.

Atkins pensa que o ganho de peso deve-se à ingestão de muitos hidratos de carbono, especialmente o consumo de açúcar, farinha branca, massa branca e hidratos de carbono processados, em geral. O ganho de peso é um desequilíbrio de glicose, e a produção excessiva de insulina, leva à obesidade, doenças cardiovasculares e síndrome metabólica.

Se reduzir os hidratos de carbono, conseguirá queimar a gordura corporal. A esse processo chama-se cetose. Durante a cetose, o corpo queima a sua gordura para produzir energia, e assim, consegue a perda de peso.

Ao mesmo tempo, a cetose reduz a fome e o apetite, o que ajuda a conseguirmos manter a dieta. Atkins considera uma vantagem, já que, a rápida perda de peso deve-se a uma redução do apetite que leva ao consumo de menos calorias.

Esta dieta tem flexibilidade nos horários das refeições, quantidades e tamanhos das porções. Sem esquecer da restrição ao consumo de hidratos de carbono.

Esta dieta é composta por 4 fases e, em cada uma, vai aumentando gradualmente o consumo de hidratos de carbono. Pode, ainda, comer proteínas e gordura, tais como aves, peixe, carne, queijo, ovos, nozes, sementes e alguns vegetais.

Deve beber pelo menos 8 copos de água por dia e fazer exercício físico.

As 4 fases da dieta Atkins

Carne crua na tabua.

As 4 fases desta dieta são:

Fase de indução

Esta primeira fase dura cerca 2 semanas, e nela, prepara o seu corpo para o processo de cetose, pelo que não são permitidas mais de 20 gramas de hidratos de carbono por dia, equivalendo a cerca de 1 fatia de pão.

Nesta fase, são permitidas todas as proteínas, seja magras ou mais gordas, e vegetais com uma porção de 2 a 3 chávenas por dia. Também é permitido a utilização de especiarias, ervas aromáticas, óleos vegetais e alguns edulcorantes.

Não se esqueça de fazer 5 refeições por dia: 3 refeições principais e 2 lanches.

Fase de perda de peso

Nesta segunda fase, já pode aumentar a quantidade de hidratos de carbono em 5 gramas por semana, até atingir as 50g, mas certifique-se que este aumento não afeta negativamente a sua perda de peso.

Agora, já pode comer morangos, mirtilos e bagas, nozes, queijos brancos macios, e sumo de limão, lima e tomate.

Fique nesta fase até lhe faltar perder cerca de 4,5-5kg.

Fase de pré-manutenção

Agora que está mais perto do seu peso ideal, pode adicionar ainda mais hidratos de carbono por semana (10 gramas por semana). Se notar um aumento no seu peso, deve parar de adicionar mais gramas de hidratos de carbono à sua dieta.

Pode agora comer maçãs, bananas, cerejas, toranja, kiwi, manga, pêssegos, ameixas, melancias, abóbora, cenoura, batata, batata doce, leguminosas, aveia e arroz integral.

Fase de preservação

Agora que já perdeu os quilos que queria, irá ter que manter o peso para toda a vida. Nesta fase, o Dr.º Atkins julga que é importante manter a sua ingestão de carboidratos baixa. Assim, deve continuar a comer 12-15g de vegetais, proteínas, gorduras saudáveis, frutos secos, sementes, frutas, legumes, legumes amiláceos e cereais integrais.

Que alimentos pode comer e quais deve limitar

Tijela com salada.

Na dieta Atkins pode comer alimentos ricos em proteínas como carne, peixe, aves, ovos, queijo, nozes.

Também pode comer gorduras de origem animal, produtos lácteos, óleo, nozes e certos vegetais como abacates.

Está-lhe limitada o consumo de hidratos de carbono como pão, massas, cereais, leguminosas, frutas e legumes.

Todas as especiarias são permitidas, desde que não contenham açúcar e ervas: manjericão, endro, pimenta-caiena, alho, gengibre, orégãos, pimenta, alecrim, salva e tomilho.

O azeite e todos os óleos vegetais e pastas de barrar vegetais, assim como a manteiga são permitidos, mas, as gorduras “hidrogenadas” ou “parcialmente hidrogenadas” devem ser evitadas.

Quais as vantagens da dieta?

Nesta dieta, a perda de peso é rápida desde os primeiros dias.

É uma dieta fácil de fazer quando se gosta de proteína.

Cria sensação de saciedade e por isso mesmo não sentirá fome.

Quais as desvantagens da dieta?

Nesta dieta, ocorrem alguns efeitos secundários devido à cetose, tais como dores de cabeça, fadiga, obstipação, fraqueza, mau hálito, irritabilidade e mau-humor.

A falta de hidratos de carbono e a exclusão de certos grupos alimentares, tais como as frutas e as leguminosas, não torna esta dieta numa dieta equilibrada, podendo ficar com uma deficiência significativa de vitaminas, por exemplo.

Também pode causar perda de memória, porque o cérebro é alimentado com hidratos de carbono (glucose), e na falta destes, alimenta-se de cetonas que são altamente tóxicas, especialmente para o cérebro.

Pode ter um aumento do colesterol e da pressão arterial devido à ingestão de proteínas, aumentando o risco de doenças cardiovasculares, função renal e gota.

Se deixar de fazer esta dieta, poderá recuperar todos os quilos que perdeu, pois esta dieta não o treina para uma dieta realisticamente correta e que possa ser adotada com segurança durante muito tempo.

Também pode ter obstipação, devido ao reduzido consumo de fibras.


A dieta Atkins leva, sim, à perda de peso, e por isso mesmo tem tantos fãs, como a Kim Kardashian por exemplo. Mas, não é um plano alimentar equilibrado, o que faz com que os nutricionistas não recomendem esta dieta durante mais de dois meses.

Esta dieta tal como qualquer tipo de dieta, precisa do acompanhamento de um dietista e/ou nutricionista, que lhe dirá como, em que quantidades e por quanto tempo realizará a dieta.

A dieta Atkins não é adequada para pessoas com doenças renais graves ou para mulheres grávidas e a amamentar. Consulte o seu médico ou nutricionista antes de o iniciar, mesmo que não tenha um problema e especialmente se tiver diabetes, gota ou uma doença grave.

Lembre-se que a adopção de hábitos alimentares saudáveis combinados com atividade física é a única forma de perder peso de forma saudável e mantê-lo a longo prazo.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas a título informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Também poderá gostar: