Devemos fazer exercício físico em jejum

Devemos fazer exercício físico em jejum?

Tornou-se um hábito para muitas pessoas fazer exercício físico logo pela manhã. Nesta altura do dia, o treino torna-se mais fácil, pois ainda não estamos cansados e stressados de mais um dia de trabalho, já para não falar que muitas pessoas têm o resto do dia ocupado, não sobrando muito mais tempo para um treino. Vários são os que afirmam, que com o exercício físico matinal, tem uma sensação de rejuvenescimento e bem-estar. Sentem que ficam com os níveis de energia e de humor mais elevados para o resto do dia.

Uns fazem exercício físico depois de um bom pequeno-almoço rico em hidratos de carbono como umas papas de aveia com banana, outros, preferem fazer exercício físico em jejum. Mas qual será a melhor opção quando queremos emagrecer?

Como reage o nosso corpo em jejum

Fazer exercício físico de manhã com o estômago vazio, depende sempre do tipo, duração e intensidade do exercício. O exercício pode levar o nosso corpo a utilizar proteínas como a sua principal fonte de energia. Isto significa que os aminoácidos disponíveis para o corpo serão limitados, afetando assim a capacidade de recuperação e reconstrução muscular após o exercício.

O exercício pode aumentar a oxidação da gordura, enquanto influencia a relação com os alimentos e as escolhas alimentares durante o resto do dia, maximizando assim as hipóteses de uma tentativa bem sucedida de perda de peso.

Se o exercício físico for mais intenso, o nosso corpo fica cansado mais rapidamente. Consequentemente, o nosso desempenho é reduzido e temos mesmo que ter cuidado para não provocar uma lesão. Portanto, se se sentir fraco ou com tonturas, interrompa o treino. Pondere ingerir algo antes de recomeçar a treinar. Se não se sentir melhor, considere parar o treino.

Como reage o nosso corpo após o pequeno-almoço

Homem a levantar peso
Evite fazer exercício de alta intensidade em jejum.

Se consumirmos o pequeno-almoço antes de um treino, a energia e as proteínas da refeição, alimentarão os nossos músculos e ajudaram a diminuir o risco de potenciais lesões. Depois, o nosso corpo continuará a queimar gordura para obter energia.

Optar por tomar o pequeno-almoço antes de um exercício físico mais intenso é o mais correto a fazer, pois este tipo de treino requer mais força e energia do que a que irá ter ainda em jejum.

Escolha uma refeição com alimentos facilmente digeríveis e que não contenham muita fibra. Combine proteínas, hidratos de carbono e gorduras nas proporções necessárias.

Em conclusão

Se estiver disposto a fazer exercício de intensidade moderada, pode colher benefícios metabólicos, especificamente a queima de gordura se o fizer em jejum. Se, por outro lado, é adepto do treino de alta intensidade, fazer exercício físico em jejum irá afetar o seu desempenho.

Assim, se quer aumentar a massa muscular, aumentar a sua força ou fazer um treino HIIT, definitivamente deve comer uma refeição uma hora ou duas antes do treino.

Comer pequenas refeições antes de um exercício físico, pode suprimir mais o seu apetite do que não comer nada. Se comer antes do treino, acaba por comer menos mais tarde, do que se fizer exercício sem comer, já que a tendência é para comer mais depois de um treino em jejum, devido ao cansaço, à fome e à fraqueza que irá sentir.

Se decidir fazer dieta e estiver com um problema de saúde, consulte primeiro o seu médico ou nutricionista para este lhe traçar um plano de dieta que melhor se adapte à sua condição. Procure um treinador pessoal para o orientar no exercício físico. Não arrisque em fazer uma dieta ou um exercício físico que possa prejudicar a sua saúde.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas a título informativo, não podendo, jamais, ser utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Também poderá gostar: